MENU

COLUNISTAS


Variedades

JOSÉ WARMUTH




 
 

Sexta-feira, 16/11/2018, às 06:00

Muitos galos

Já não sou mais galeto, mas continuo sendo peso galo como nosso grande campeão mundial Eder Joffre, também apelidado galinho-de-ouro pelo escritor Benedito Ruy Barbosa.

Não sou galo de briga e abomino brigas de galo. Cantar de galo não é comigo, sou modesto.

Não torço pelo “Galo”, o Clube Atlético Mineiro, e sim pelo glorioso Botafogo de Futebol e Regatas, do qual Zagallo foi campeão como jogador e como treinador.

Crista-de-galo é uma linda flor vermelha, como a de um galo grande que não se chama galão, que é uma medida. Vale a pena tê-la no nosso jardim.

Adoro saladas temperadas com o azeite galego marca Gallo.

E como dói um galo na cabeça!

Bem, agora vou trabalhar pois o galo já cantou. Será ele um galo garnizé?




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL