MENU

COLUNISTAS


Política

MILTON ALVES




 
 

Ontem, 28/04/2017, às 06:00

O recadastramento

Segundo o vice-prefeito e secretário de Gestão, Caio Tokarski, num primeiro momento foram 155 servidores que não receberam os salários do mês de fevereiro pelo fato de não terem feito o recadastramento, que foi solicitado pelos atuais gestores da prefeitura de Tubarão. A eles foi dada a oportunidade de comparecerem ao paço municipal para receber seus cheques e regularizar suas situações. Compareceram ou enviaram representantes (no caso dos que estão doentes) 103 servidores. Em março, foram 52 cheques que foram emitidos ainda por falta de regularização. Neste mês de abril estão acumulados os pagamentos de fevereiro e março de sete servidores, indo para o terceiro mês caso eles não compareçam para regularizar suas situações até a semana que vem. Segundo Caio, um desses casos já está identificado como irregular, que seria de uma servidora que está em licença sem vencimentos, mas que vinha tendo os salários dos últimos nove meses sendo depositados em sua conta. O secretário, porém, faz uma ressalva de que ela aparentemente não agiu de má fé, pois os valores continuam depositados em sua conta da Caixa Econômica Federal. Ela não mexeu no dinheiro. Neste caso, foi aberto um processo administrativo e a servidora já manifestou interesse em se habilitar para que a prefeitura resgate esses recursos para os cofres do tesouro municipal. Nos outros casos específicos, a administração prefere ainda não se manifestar, pois as investigações continuam para se descobrir onde se encontram os servidores. Semana que vem voltarei a falar sobre o caso. Mais especificamente sobre as suspeitas que existiam de terceiros terem recebido os salários de servidores já falecidos.

Assembleia da Coudetu 
Por convocação da prefeitura, que é a acionista majoritária, a Companhia de Desenvolvimento Urbano de Tubarão (Coudetu) promoverá uma assembleia geral no próximo dia 10 de maio para decidir questões relativas à administração dos cemitérios municipais de Tubarão e também do seu conselho diretivo, hoje comandado pelo petista José Fontoura. Numa conversa com o colunista, o secretário de Gestão Caio Tokarski não quis adiantar quais são as pretensões da municipalidade em relação ao futuro da estatal, deixando o assunto para ser tratado pelo prefeito Joares Ponticelli. Dias atrás, Ponticelli já havia nos adiantado que mudanças radicais deverão acontecer, sem, no entanto, adiantar em detalhes.     

Alugueis
Apesar de leve queda no mês de abril, os valores dos imóveis no país têm aumentado no período de um ano, base de cálculo para os reajustes dos preços dos alugueis. Segundo o Índice Geral de Preços, publicado pela Fundação Getúlio Vargas, a queda do mês de abril foi de aproximadamente 1%, mas nos últimos 12 meses o aumento na inflação para os aluguéis foi de quase 4%. Para os especialistas a melhor saída é negociar para fugir do reajuste. Segundo o levantamento da FGV, a agricultura é o setor que vai ajudar a reduzir os índices de inflação no ano de 2017 e impulsionar a economia. A expectativa dos pesquisadores do IGP-M para este ano é que os índices de mercado continuem reduzindo.

Hora de Brasília
Você sabia que a “Hora de Brasília” não vem de Brasília. Estranho, né? Na verdade, os relógios responsáveis por marcar a hora oficial ficam no Rio de Janeiro, no Observatório Nacional. Segundo o astrônomo Carlos Henrique Veiga, desde 1850 que se transmite a chamada “hora legal” através do sinal horário. No início eram pêndulos acertados por observações astronômicas e, a partir da observação de estrelas, os astrônomos corrigiam e acertavam o relógio.

Hora de Brasília 2
Com a evolução, em meados de 1950, chegam os relógios de quartzo, menores e mais precisos. Mais ou menos em 1972, chegam os relógios de césio, os chamados relógios atômicos, que medem os segundos através das vibrações. Hoje em dia, o Observatório Nacional tem nove relógios atômicos de césio e dois de hidrogênio. A coisa é tão precisa que esses relógios atrasam um segundo a cada 10 milhões de anos.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL