MENU

COLUNISTAS


Etiqueta

ESTELA MAURA




 
 

Segunda-feira, 18/12/2017, às 06:00

Algumas dicas para festas de fim de ano

O ano está quase terminando e são muitos convites para festas de encerramento ou de confraternização. É  um momento tocante e significativo para muitos e nestas ocasiões surgem dúvidas tanto para quem recebe quanto para convidados. São muitos detalhes que podem mudar o clima da recepção, assim como o comportamento das pessoas. Portanto, as dicas de hoje serão referentes a algumas perguntas mais frequentes. São elas:
-Anfitrião ganha presente?
Se não for uma pessoa com determinado grau de intimidade, não é necessário presentear. Contudo, é delicado enviar flores ou uma caixa de bombons com um cartão de agradecimento no dia seguinte.
-Posso levar um amigo que não foi convidado para a festa?
Depende. Apenas em alguns casos muito específicos, como alguém que esteja hospedado em sua casa e que ficaria sozinho durante o período da festa. Mas antes de mais nada e com certa antecedência, é fundamental perguntar aos anfitriões se isso seria possível, com abertura para uma recusa e respeitando a decisão dos organizadores.
-Como recusar um convite para um evento?
Demonstre receptividade e que gostaria de participar, mas justifique dizendo que já havia assumido um compromisso anteriormente. Se houver coincidência de datas, diga que adoraria, mas também receberá pessoas em sua casa no mesmo dia.
-Posso pedir para que amigos e familiares colaborem com pratos salgados ou sobremesas para a comemoração de festas de fim de ano?
Sim, desde que haja liberdade para este tipo de partilha e tempo hábil para que todos possam se organizar com tranquilidade. O ideal é combinar todos os detalhes com duas ou três semanas de antecedência. Os anfitriões devem coordenar a composição do menu para que haja harmonia entre os pratos solicitados e quantidade suficiente para todos.
-Atrasos são permitidos?
Pontualidade é uma virtude, mas nesta época do ano, quando a festa acontece na casa do anfitrião, existe uma certa flexibilidade em relação a horários. O mesmo não acontece quando o evento é realizado em restaurantes.
-Como evitar difíceis encontros inesperados?
Geralmente estas festas são de confraternização, mas nem todos sentem e reagem da mesma maneira. O anfitrião deve tomar certas providências para que não haja constrangimentos diante de alguns encontros. Uma medida preventiva é comunicar as pessoas envolvidas da presença de um e de outro no dia, para que cada um possa estar ciente para enfrentar este momento com elegância e civilidade.
-Todos os convidados devem se sentar à mesa?
Depende das instalações do local da festa. Em uma residência, quando não há muito espaço e o número de convidados é maior que o número de lugares em uma mesa, pode-se optar por serviço americano. Neste caso, é interessante que se providencie uma estrutura para que tudo aconteça com fluidez, conforto e praticidade, começando pela escolha do cardápio. Em ocasiões com este perfil, é melhor elaborar um menu com alimentos que não exijam o uso de facas, para facilitar a manipulação de talheres durante a festa. O convidado que preferir pode se acomodar em sofás e cadeiras disponíveis durante o jantar. Este tipo de recepção é mais descontraída e promove uma interação maior entre os presentes.
 Estas foram algumas dicas, mas antes de organizar um encontro ou uma festa de fim de ano é sempre interessante buscar informações sobre comportamento e regras de etiqueta social, para que a ocasião seja especial, preencha as expectativas dos participantes e seja agradável a todos.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL