MENU

COLUNISTAS


Etiqueta

ESTELA MAURA




 
 

Segunda-feira, 24/09/2018, às 06:00

INFÂNCIA E COMUNICAÇÃO PESSOAL

Quantas coisas nos são ditas durante nossa infância que depois interferem em nosso comportamento adulto? Muitos ensinamentos de pais, avós e professores fazem parte de uma educação fundamental e saudável, mas vários itens peculiares nos foram impostos como verdades, e nem sempre correspondem à realidade. É interessante revermos conceitos e atualizarmos o modo como nos relacionamos com nossas crianças, porque tudo fica registrado em suas cabecinhas. O que é dito como uma piada pode não ser compreendido como tal, por isso o modo como agimos e falamos também faz toda a diferença na formação de um ser humano.
Muitos costumes equivocados fazem parte da vida e, por hábito, perduram com um manual pessoal, mesmo que suas instruções não sejam as melhores. Crendices populares, por exemplo, geram medos desnecessários, que  persistem dentro de algumas pessoas, agindo como bloqueios psicológicos. Também determinadas brincadeiras de mau gosto durante a infância ou adolescência certamente causam risadas por parte de alguns e deixam marcas na vítima, como sentimentos de menos valia, raiva, timidez, baixa autoestima, insegurança, indignação etc.
O fato é que cada um de nós tem uma história e, dependendo de como algumas experiências individuais foram conduzidas, suas consequências no comportamento adulto têm grande peso, tanto na vida pessoal quanto social. Muitos apresentam dificuldades em conviver bem por acreditarem que não são capazes de enfrentar certas ocasiões. Quantos homens e mulheres desconfiam de tudo e todos ou evitam participar de um círculo maior de amizades? A falta de habilidade em lidar com pessoas pode ter sido originada durante a primeira etapa da vida, com consequentes barreiras que prejudicam a desenvoltura de uma boa comunicação pessoal, desinibição, assertividade, desempenho profissional, entre outras situações que fazem parte do dia a dia. Um expressivo número da população desacredita em seu verdadeiro potencial, desiste de seus sonhos e opta pelo caminho mais fácil ou já pré-estabelecido por alguém. Outros preferem se fechar em seu mundo particular, como forma de defesa diante do novo. Em muitas destas situações, o coaching de comunicação pessoal, associado a terapias específicas, é uma opção eficaz e libertadora. Contudo, sempre fica o alerta para que haja um cuidado maior com a educação e a sociabilidade de nossas crianças, pois a infância é uma fase importantíssima.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL