MENU

COLUNISTAS


Política

RAFAEL MATOS




 
 

Segunda-feira, 18/12/2017, às 06:00

Volnei Weber e a Alesc

Nos últimos tempos tenho ouvido falar que o prefeito de São Ludgero, Volnei Weber (PMDB), poderia ser candidato a deputado estadual em 2018. Também ouvi falar que ele teria negado esta possibilidade. Mas nada como falar pessoalmente com o personagem, sem intermediários.
Em entrevista gravada na última sexta-feira, e veiculada hoje de manhã na Unisul TV, Weber disse que esta candidatura não estava no projeto político dele, mas que considera, sim, a possibilidade diante dos diversos pedidos que vem recebendo. Porém, a decisão dele vai seguir os encaminhamentos partidários. Para Volnei Weber ser candidato, lideranças estaduais e regionais precisam dizer que estão de acordo com isso.
O prefeito de São Ludgero diz que deve gratidão a muita gente desde que foi eleito prefeito e não quer agora atravessar o projeto político de ninguém. Mas vale lembrar que ele foi reeleito com 80% dos votos do município. Weber demonstra um bom trânsito entre os prefeitos da região e sua votação nos municípios do Vale do Braço do Norte poderia ajudar mais na legenda do partido do que garantir alguns votos (como cabo eleitoral) para este ou aquele candidato.

Até nas paróquias
Vale registrar que ao final da entrevista, quando deixava os estúdios da Unisul TV, Volnei Weber encontrou na sala de espera o padre Edson Muller, da Paróquia da Passagem. E padre Edson já foi logo perguntando: - Vais ser candidato a deputado, Volnei? Numa demonstração de que o assunto já corre a região e com simpatia pelo pré-candidato.


Rodovia Ivane Fretta Moreira
O governador Raimundo Colombo (PSD) inaugurou o acesso à praia do Farol de Santa Marta na sexta-feira e aguarda com expectativa a inauguração da rodovia Ivane Fretta Moreira, em Tubarão. No almoço que ofereceu para alguns jornalistas, em Florianópolis, na última semana, nos disse que estava empolgado com os projetos de empreendimentos que deverão se instalar às margens da rodovia.


Sem repetição de voto
O reajuste do IPTU é assunto que também foi discutido na gestão do ex-prefeito Olávio Falchetti (PT), mas que não teve seguimento. Alguém acredita que o aumento de 50% aprovado agora teria votação favorável na legislatura passada? Para Falchetti, a medida seria impopular e descabida. No contexto atual, a medida também é impopular, mas Ponticelli teve habilidade para contornar o que seria descabido.


Quem deve bancar os partidos?
O site O Antagonista publicou que a convenção do Partido Novo, em Brasília (em 13/12), com 700 pessoas, custou R$ 28 mil – incluindo o aluguel do espaço, cadeiras de plástico e equipamentos de luz e som. Cada um pagou sua passagem e hospedagem, assim como a comida – vendida em food trucks no local. Já a convenção do PSDB, no sábado (9/12), custou R$ 1,5 milhão e reuniu cerca de mil pessoas. Tudo bancado pelo partido com recurso do fundo partidário. É por essas e outras que entendo quefundo partidário e financiamento público de campanha não podem existir.




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL