MENU

COLUNISTAS


Política

NÉIA LOPES




 
 

Quarta-feira, 23/01/2019, às 06:00

Gabinete 24, não

Acreditem ou não, uma das atuais polêmicas no Senado federal envolve a ‘troca’ do número de um dos gabinetes. De acordo com reportagem do Jornal ‘Folha de S. Paulo’, o gabinete número 24 simplesmente deixou de existir no início de 2015, por solicitação do catarinense Dário Berger, que, ao passar a ocupar a sala assim que assumiu o cargo, pediu a substituição do número. Com isso, o gabinete de Dário teve a ‘plaquinha’ substituída para a de número 26. Desde então, não existe mais no Senado nenhum gabinete com o número 24.

24, Não (2)
Para quem não sabe, o número 24 é associado ao veado no jogo do bicho, e utilizado para manifestações discriminatórias contra homossexuais. A jornalista Júlia Duailibi fez um excelente comentário sobre o episódio. “A história me fez pensar em meninos na hora do recreio, mas são senadores da República...”.

Indígena
Com a posse de general Mourão como presidente interino, pela primeira vez em sua história o Brasil terá um presidente da República indígena. Interessante é que quase nada se viu sobre o assunto na imprensa nacional. O vice-
presidente se declarou indígena no registro de candidatura junto ao TSE. 

Militares
Ao comentar a manchete do Jornal ‘Folha de S. Paulo’ de que militares ocupam postos em 21 áreas do governo Bolsonaro, o empresário Luciano Hang não se conteve. “Engraçado. Na época em que o PT governava, a maioria era de guerrilheiros, e nunca vi a imprensa falar nada, será por quê? Alguma preferência? E você, o que acha? Guerrilheiros comunistas ou militares patriotas?”, postou. 

Criticada 
A rejeição de projeto que visava à transferência de dotação orçamentária da Pasta da Agricultura para a Associação de Clubes de Mães, no valor de R$ 30 mil, ainda está sendo bastante criticada por voluntárias do programa, monitoras e, principalmente, pelas mães participantes.

Criticada 2
Os recursos seriam utilizados para a aquisição de materiais para a utilização nos trabalhos dos Clubes de Mães. De acordo com as críticas, os edis que mais defenderam a rejeição foram Douglas e Tancredo. Também votaram contra os vereadores Dalton Marcon, Cascão, Socadinho, João, Xandão, Chumbinho e Paulão.

Cargos
Conforme antecipado pela coluna, o decreto assinado pelo governador Carlos Moisés manteve em todas as ADR’s, até a desativação definitiva das Pastas, somente os cargos de gerentes de Administração, Saúde, Educação e Infraestrutura. Todos os demais estão extintos de imediato.

Moisés
O governador Moisés esteve em Tubarão no último final de semana, acompanhado da esposa, Kércia. Veio visitar a recém-nascida Alice, sobrinha do casal. Em post no Instagram, o governador afirmou que está trabalhando para que Alice e todas as crianças catarinenses vivam em um lugar cada vez melhor.

DIZEM, MAS EU NÃO AFIRMO
Que é falta de autoconfiança...




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL