MENU

COLUNISTAS


Geral

CLÁUDIA SOUZA DE ALBUQUERQUE




 
 

Sábado, 23/03/2019, às 00:00

Conheça o Perfil do seu Relógio Biológico

Nossas atividades diárias são regidas em torno do tempo, com as horas cronometradas nos relógios. Internamente, nosso corpo também é regido por um relógio, denominado relógio biológico. O chamado relógio biológico ou ritmo circadiano é um sistema composto por vários relógios espalhados pelo corpo, controlados pelo cérebro. Este sistema regula o nosso tempo interno e o ajusta conforme o tempo externo de forma rítmica, sequencial e sincronizada às 24h do ambiente. A partir da luz, ele faz com que o organismo entenda que a cada 12h existe o claro ou o escuro, sincronizando assim todas as funções do corpo de forma encadeada como regulação à temperatura do corpo, da pressão arterial, liberação de hormônios, assim como é responsável pelos horários de dormir, acordar, comer, ir ao banheiro, entre tantas outras funções diárias.

A dessincronização dos ritmos circadianos impacta diretamente na quantidade e qualidade do sono e repercute em diversas consequências no dia a dia, como sonolência, fadiga, dificuldade de atenção e aprendizado e maior risco para acidentes.

Para além das horas convencionais, é o relógio biológico que determina se você é daqueles que acorda às 6h cheio de energia para gastar ou se faz parte do grupo dos que levantam às 11h, ainda sonolento.

O ritmo circadiano é, portanto, o responsável pela determinação do cronotipo de cada pessoa. Cronotipo se refere à disposição e preferência (biológica e não por exigência da agenda diária) de cada pessoa para realizar suas atividades em um determinado horário, incluindo a preferência individual para os horários de dormir e acordar. A cronologia categoriza essas preferências em três perfis:

Os matutinos, que  representam 10% da população e são os que preferem acordar cedo, ficam sonolentos quando passa do horário de dormir (geralmente às 21h) e apresentam melhor desempenho no período da manhã.

Os vespertinos, parcela que reflete outros 10% dos indivíduos. São os que estão mais dispostos por volta das 20h, preferem dormir tarde e têm dificuldade para acordar cedo. Devido à rotina, costumam ter menos horas de sono do que deveriam, e usam o fim de semana para reabastecer as energias.

E ainda os intermediários, que representam a maioria (cerca de 80% da população) e conseguem se ajustar aos horários com maior facilidade do que os outros dois grupos.

Se você conseguiu se identificar num dos perfis citados acima, procure, na medida do possível, adequar  suas atividades ao seu ritmo circadiano.

Com certeza, você perceberá melhora na sua produtividade,  humor e saúde!




OUTRAS COLUNAS









MAIS LIDAS










Avenida Marcolino Martins Cabral, 1315, 6º piso Praça Shopping
Centro - Tubarão/SC - CEP 88701-105 - 48. 3631-5000
Todos os direitos reservados - JORNAL DIÁRIO DO SUL