Fechar [ X ]
Aguarde...

 Tubarão (SC),
EDIÇÃO ESPECIALConstruir e Decorar
Clique para abrir
Edições Anteriores
DS VÍDEOSConfira os vídeos do dia
Mais vídeos   
 
DS ÁUDIOSConfira os áudios do dia
Mais áudios     
 
DS FOTOSConfira as fotos do dia
Mais fotos   
 
DS Interativo
Enquete
Envio de fotos e vídeos
Sugestão de pauta
Fale conosco
Notícias
DS Entrevista
Economia
Esportes
Geral
Polícia
Política
Colunistas
Arilton Barreiros
Charge do André
Cristiano Gonçalves
Dad Squarisi
Eduardo Ventura
Gervázio Plácido
Habitat Feminino
Ivana Anselmo Souza
Ivo Prim
Luiz Marins
Marcelo Valério
Márcio Cotrim
Néia Lopes
Pedro Hermínio
Rafael Matos
Reginaldo Leme
Diversão!
Amanda Menger
Berto Koch
Cláudia Souza de Albuquerque
Clemerson Cardozo
Daniela Vicente
Domenico Pennino
Estela Maura
Flávio Ricco
Gianna Cesca
Horóscopo
José Warmuth
Karen Novochadlo
Mario Abel
Nelson Rubens
Paulo Coelho
Pe. Marcelo Rossi
Radicci
Ramires Linhares
Renata Dal-bó
Rodrigo d’Eça Neves
Tatiana Dornelles
Variedades
Folheie o caderno
Envie foto da sua festa
Especiais DS
Acervo
Fale conosco
DS Educação
Sobre o projeto
Notícias
Diarinho
Escolas parceiras
Fale conosco
Classimais
Julio Menegaz
Wilmen Vieira
Imóveis
Veículos
Diversos
Empregos
Folheie o caderno
Envie seu classificado
Clube DS
Como participar
Estabelecimentos credenciados
Promoções
Fale conosco
Mídias sociais
Siga o DS no Twitter
Visite nosso Facebook
Vídeos no Canal DS

Notícias - Política

Sexta-feira, 05/10/2012, às 06:00
Dificuldades atrasam início de obras

A instalação dos equipamentos da rede de monitoramento do Rio Tubarão deveria ter sido concluída até o dia 30 de setembro. Porém, uma série de dificuldades, entre elas a mudança de local das estações, atrasou o início dos trabalhos.
As duas estações que serão instaladas na Cidade Azul foram doadas pela Agência Nacional de Águas (ANA) para dar início à rede de monitoramento do Rio Tubarão. “Apesar das dificuldades, os encaminhamentos foram feitos e estamos aguardando a resposta para que possamos iniciar os trabalhos. O Ciram/Epagri foi comunicado dos problemas e o prazo foi ampliado. Não há risco de perder os equipamentos”, afirma o secretário de Defesa Civil, Sérgio de Bona Portão.
O abrigo que seria instalado no quartel do Exército foi mudado para a cabeceira da ponte Orlando Francalacci, devido ao tipo de estação que será colocada ali, que é de radar. “Como ali é área de preservação permanente, tivemos que pedir autorização para a promotoria. O projeto foi feito e enviado ao Ministério Público. Estamos aguardando a resposta”, diz o secretário. A outra estação está planejada para o Rio do Pouso. No lugar já existe uma estação manual que pede apenas a chuva. “O proprietário do terreno está se mostrando um pouco resistente. Fizemos um ofício, que foi assinado por mim e pelo prefeito explicando a situação e que será utilizado o mesmo espaço da atual estação. Até semana que vem ele deve se posicionar sobre o assunto”, relata Sérgio.

Terceira estação
A licitação para a compra da terceira estação que será instalada em Tubarão está na praça. O equipamento será comprado com o recurso repassado pela Alcoa ao município. Uma empresa já apresentou proposta e outras podem participar do certame. A previsão é de que a definição seja feita ainda na primeira quinzena e a empresa terá 15 dias para entregar. A estação deve ser instalada na área da Associação dos Funcionários da Prefeitura, no Campestre. O projeto para este abrigo também já está pronto.

Últimas Notícias da Categoria
Carretas são apreendidas
Da agricultura para a carreira de modelo
Red Shot fatura a primeira etapa do Estadual de Paintball
Pagamento de médico do Caps II é normalizado, diz prefeitura
Museu da Baleia Franca será recuperado
Laguna comemora 338 anos hoje
Socorristas realizam parto em casa em Orleans
Adolescente é apreendido embaixo da cama em TB
Mulher tenta matar esposo com facada no peito
Promotor analisa denúncia em TB
 
 
Todos os direitos reservados - Jorna Diário do Sul